Eu Sobrevivi ao Holocausto - Nanette Blitz Konig

11:00



Bom dia. Sentem e tirem o sapato, porque a casa é de vocês. Hoje estou cansada. Profundamente cansada e ainda é de manhã! Não sei se sobreviverei ao dia de hoje, mas estarei deixando um ótimo post para se lembrarem de mim (tá, não sei até onde é brincadeira, mas não vou morrer, talvez apenas demorar para voltar). Problemas pessoais, como sempre.
Na última sexta-feira, Nanette Konig veio novamente (pelo oitavo ou talvez nono ano consecutivo) palestrar em minha escola e apresentar seu livro. Na palestra, sua história foi resumida e emocionante e depois pudemos fazer perguntas. Foi a segunda vez que assisti-a e ganhei o livro de presente da minha amiga (brigada Pandinha), o que me deixou super feliz, já que eu não tinha como comprar e eu havia prometido a mim mesma que esse ano eu leria.


Ela escreveu acidentalmente meu nome errado. Mas a perdoo (até porque ela diz, no livro, que um general britânico fez isso também ao mandar para a família dela uma carta dizendo que "Ninette" estava bem).

Dados da Publicação

Título: Eu sobrevivi ao Holocausto

Autor: Nanette Blitz Konig  

ISBN: 978-85-7930-876-5

Formato: 15,7 x 23 cm

Páginas: 176 + 16 páginas coloridas

Selo: Universo dos Livros


Sinopse

Como sobreviver a um campo de concentração? Estaria essa sobrevivência condicionada ao acaso do destino?  Em um emocionante relato, Nanette Blitz Konig conta a história de um período em que ela e milhões de judeus foram entregues à própria sorte com a mínima chance de sobrevivência.  Colega de classe de Anne Frank no colégio, Nanette teve a juventude roubada e perdeu a crença na inocência humana quando esteve diante da morte diversas vezes – situações em que fora colocada em virtude da brutalidade incompreensível dos nazistas.
Hoje, aos 86 anos, Nanette vive no Brasil e expõe suas lembranças mais traumáticas aos leitores. As cenas vivenciadas por ela fizeram os mais experientes oficiais de guerra, acostumados a todos os horrores possíveis, chorarem ao tomar conhecimento. Em uma luta diária pela sobrevivência, Nanette deveria suportar o insuportável para manter-se viva. Através de um depoimento ao mesmo tempo sensível e brutal, ela questiona a capacidade de compaixão do ser humano, alertando o mundo sobre a necessidade urgente da tolerância entre os homens.


Opinião


Se eu pudesse definir o livro em uma palavra, com certeza seria "surreal". A narrativa marcante envolve até que você sente que está de pé há horas debaixo da chuva ou passando fome. Ironicamente, enquanto eu lia no fim de semana (acabei o livro em apenas 3 dias, mesmo estudando, não podendo me dedicar exclusivamente a ele e querendo que ele durasse o máximo de tempo possível) comi o triplo do que costumava comer, de tão intensa que foi a sensação.
Tanto na palestra quanto no livro, sua história me comoveu a ponto de trazer muitas lágrimas a tona. Seus conselhos são sábios como os de um adulto e todos os seus problemas se minimizam ao ler o que ela passou durante e depois o campo.
Após a explicação da autora a respeito de sua infância, toda a narração passa a ser sinestésica, afetando os cinco sentidos. Você sente o cheiro de podre. Ouve os tiros. Abraça seus pais. A fome é avassaladora. O tifo. Os piolhos andando pelo seu corpo. Até a mais fria das pessoas se sente incomodada ao ler. Há ainda o sexto sentido. A ansiedade. A morte iminente. A morte. Você sente ela arrastando suas vítimas, recolhendo os mortos um por um.
Como podem notar, é uma história muito forte, escrita obviamente para explicitar o que aconteceu e provar porque não se pode acontecer de novo. Escrito para chocar.
Então se você for sensível, aconselho a não ler. O holocausto perseguiu ela até os dias atuais, fazendo-a notar que não há como fugir ou se esconder, ela deve falar disso. Da mesma forma que seu livro vai te assombrar até muito depois da leitura.


Espero ter explicitado o que senti ao ler e se gostaram, digam para que eu possa dar minha opinião sobre outros livros.
Xoxo

You Might Also Like

12 comentários

  1. Parece ser um livro bem triste e realístico. Já li vários livros de guerra e me impressionei todas as vezes.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros assim, que contam histórias e sentimentos reais, adorei saber desse livro, não conhecia.
    http://souadultaagora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Gabi! Tudo bem? Adorei o post. Acho que o livro deve ser um relato bem emocionante e tocante. Não sei se teria emocional para ler um livro assim! :/

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. é a primeira vez que ouço falar sobre este livro,e confesso que fiquei bastante interessada em ler.A história parece ser bastante intensa.
    Parabéns pela resenha.
    Obrigada por visitar o meu blog e parabéns pelo seu.
    Volte Sempre!

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Sua resenha foi ótima e me deixou muito curiosa a respeito do livro e da autora. Gostaria de ter oportunidade de lê-lo - assim, de quebra, eu conheceria um pouco a mulher por trás das palavras escritas -, mesmo sabendo que eu, com toda a certeza, derramaria muitas lágrimas também... Como não se sensibilizar?

    Tenha uma tarde linha ♥

    O Único Jeito

    ResponderExcluir
  6. Fiquei super curiosa sobre esse livro. Não sabia da existência dele e já está na minha lista de livros para comprar!
    Eu já li uma ficção sobre a época, mas ainda não cheguei a ler um livro com relatos verdadeiros.
    Gostei muito da sua opinião sobre o livro e me fez ficar super interessada na história da Nanette.
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir

  7. Oi, Gabri, tudo bom?
    Eu gosto muito de ler livros sobre guerras, a segunda guerra em especial, é um assunto que sempre me emociona bastante. Como tu disse, ela me assombra. Já li diversos e ainda quero ler muitos outros. E confesso, que não li esse da Nanette, mas já li algo sobre.
    Deve ser maravilhoso ter uma palestra com alguém que já passou por tantas coisas e tem tantas coisas para dizer e aconselhar. Gostaria de ser você.
    Parece ser um livro incrível, que te emociona do começo ao fim. E mesmo sempre cortando o meu coração e eu pensando em como foi viver tudo isso, eu me emociono muito. Adorei a tua opinião sobre ele, pra ler tão rápido ele deve prender muito mesmo.
    Já anotei ele,
    beijão,
    radioactivebookss.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Desde que dei a segunda guerra mundial na escola, os livros acerca deste assunto tornaram-se rapidamente os meus favoritos. Sempre gostei muito de ler sobre os campos de concentração. Ainda so li 2 livros, mas ja tebho ca em casa um volume do livro de hitler e um outro livro para ler que tambem fala de hitler. Ja tinha ouvido falar maravilhas desse livro, e ate tenho vontade de o ler, infelizmente tambem tenho muito pouco tempo. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  9. Que bacana da história do livro, é emocionante ler sobre tais acontecimentos. Eu gostei da tua colocação. Pode sim fazer mais vamos adorar.
    Beijos

    http://www.cherryacessorioseafins.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi :D
    Li muitos livros a respeito do Holocausto, tanto de depoimentos e diários, como também os ficcionais.
    Não conheci a Nanette, mas com certeza deve ter muita história e conselhos para dizer, vou procurar o livro, acho que temos que manter, por mais que triste, a memória desse tempo tão escuro da humanidade, não podemos esquecer do que os homens são capazes na sua maior ignorância e intolerância.

    beijo
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que legal poder assistir a uma palestra dessas, deve ter sido uma experiência incrível. Eu já li alguns livros sobre o holocausto, mas fiquei me sentindo tão mal depois que resolvi não ler nada que falasse sobre esse tema por um tempo. Adorei a sua resenha!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  12. Gostei bastante da resenha, já quero ler esse livro!
    Sempre que você poder dá uma passadinha lá no meu blog,
    que eu passo aqui!
    Beijos ^_^
    Blog: Desvendando Segredos

    ResponderExcluir

Postagens populares

Pinterest

Like us on Facebook

EM BREVE